segunda-feira, 30 de maio de 2011

Meia Noite de Marina Athayde



Sinopae

Eles me trouxeram de volta.
Eu precisava descobrir.
Eu queria meus pai.
Eu queria saber quem me criou.
Eu ganhei dois amores.
Eu ganhei traição.
Eu ganhei mentiras.
Eu ganhei amizade.
Eu perdi a inocência.
Eu soube a verdade.

- Você vai amar.
- Você vai odiar.
- Você vai chorar.

                                                       Prólogo.

                                                 Palácio Real – 1901

Eu marquei com os dois. Eu queria resolver tudo, queria que tudo ficasse claro, eu não queria mais mentiras.
Eu tinha que escolher.
Mas ninguém apareceu. Entrei em pânico, pensando que eles descobriram por si próprios e não me deram chance de explicar, então levantei do banco em que estava sentada no jardim do palácio e segui a procura deles.
Passei por todas as salas, mas não encontrei nada. Fui em meus quarto, seus quartos, na cozinha e na biblioteca.
Mas eu não pensei em ir à sala do trono. O que eles fariam lá? Eles tinham que decidir isso comigo, não com meus pais. Mas inevitavelmente eu passei pela porta.
Suas vozes se destacavam, assim como a dos meus pais, o rei e a rainha. Abri vagarosamente a porta e soltei um grito tão agudo que no final minha garganta falhou.
Os guardas reais estavam mortos, espalhados pela sala e deixando as paredes com rastros de sangue.
E no centro disso tudo estavam eles e meus pais. Um deles estava matando meu pai.
Seus olhos momentaneamente encontraram os meus. Os dele estavam cheios de determinação, e quando me viram paixão.
Novamente eu gritei.

- NÃO! 

PS: Oi, provavelmente vocês repararam que nos não postamos muito ultimamente, é que não estamos achando autores (eu pelo menos não) então se você conhece algum blog de livro que tenha uma historia boa, deixe o link em uma postagem e daremos uma olhada.
beijos
Marri

Um comentário:

  1. AMEI *-* !! Bem legal o seu blog ^^ agora eu sei o que fazer no meu tempo livre ^^
    seguindo ok ^^
    Beijinhos

    ResponderExcluir